sábado, 17 de setembro de 2011

2

Nunca fomos um - Sonia Regina



























“Cobiça-me. Eu te cobiço”. [1] 
Suaves, como os pés que do chão
e do pó ganham asas,
agarramos a vida em forma de areia

Contrapartes, nunca fomos um
“Mas vivemos juntos e dois
Com um acordo íntimo
Como a mão direita e a esquerda” [2]

Porque somos poetas
e os poetas pulsam
no fogo, na terra, na água ou no ar
como um sol os poetas ardem.



Sonia Regina
17092011


[1] Fernando Oliveira
[2] Alberto Caeiro


Imagem: Massimiliano Uccelletti

2 comentários

Sônia Pillon

Simplesmente maravilhoso!!!

sonia regina

Eh, Sônia, legal que tenha gostado!
beijo