quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

2

POMAR - JANDIRA ZANCHI

aceito o acento
averbado entre deus (quase maiúsculo)
e seu refrão de pulso pulsante
   - avante –
vértice vertical (quase estrangulado)
abrindo e estendendo outro Sol
principia a viagem para um pomar
     - impávido –
                              de pássaros.

2 comentários

Adriane Garcia

Magistral. Uma cantoria de canários. Extremamente bem escrito, mas comunicando, para além da forma. Show.

Jandira Zanchi

Obrigada, Adriane, você é muito querida!